Qual o papel da melatonina na regulação do metabolismo energético

O ritmo circadiano é um ciclo regular e diário de processos biológicos, incluindo variações previsíveis nos níveis circulantes de hormônios. Vem sendo, cada vez mais, associado a uma série de processos endócrinos e neuroendócrinos, incluindo o metabolismo energético, o balanço de energia e o controle do apetite.

 

A melatonina é o hormônio que exerce um papel extremamente importante no processo de sincronização circadiana do organismo, em particular, do sono e vigília e do metabolismo energético, obedecendo a uma produção rítmica circadiana precisa e sincronizada ao ciclo de iluminação ambiental característico do dia e da noite. O pico de produção rítmica diária da melatonina se dá durante a noite.

 

Por este motivo, a melatonina tem seu uso estabelecido na clínica médica no tratamento de alguns distúrbios do sono. Estes são: insônia por fase retardada; ciclo vigília-sono com períodos diferentes de 24h; latência prolongada para o sono; fragmentação do sono; distúrbios comportamentais do sono REM; correções do sono do idoso, dentre outras situações.

 

Porém, nos últimos anos, vários estudos têm apontado a melatonina como responsável pela regulação do metabolismo energético, como por exemplo, o envolvimento deste no desenvolvimento da resistência insulínica, intolerância à glicose, distúrbios na secreção de insulina, dislipidemia, distúrbios do balanço energético e obesidade.

 

Há evidências experimentais sólidas mostrando que a melatonina age regulando cada uma das etapas do balanço energético: a ingestão alimentar; o fluxo de energia para e dos estoques e o dispêndio energético. A melatonina é um hormônio que, principalmente por ação central, regula a ingestão alimentar, reduzindo-a ligeiramente. Regula também a produção e secreção de insulina, glucagon e cortisol, organizando, assim, o fluxo das reservas energéticas para e dos estoques, aumentando o dispêndio energético.

 

Os mecanismos regulatórios do ciclo circadiando, com participação importnate da melatonina atuando em alterações metabólicas, será tema de discussão no SEND, que acontece nos dias 24 e 25 de maio de 2019.

 

Referências Consultadas:

Satchidananda Panda , The arrival of circadian medicine, Nature Reviews Endocrinology, 15, pages67–69 (2019)

Angeliki Karamitri &  Ralf Jockers, Melatonin in type 2 diabetes mellitus and obesity, Nature Reviews Endocrinology, 15, pages105–125 (2019)

Nava Zisape ,  New perspectives on the role of melatonin in human sleep, circadian rhythms and their regulation, Br J Pharmacol. 2018 Aug; 175(16): 3190–3199.

Stenvers, DJ et al, Circadian clocks and insulin resistance, Nature Reviews Endocrinology, 15, pages75–89 (2019)